Prefeito Firmino

firmino
Prefeito Firmino: Reprodução / DATTV

Hoje minha querida Suzano completa 66 anos de emancipação política. E esse termo sempre falado nos aniversários de municípios (emancipação política) me traz à cabeça a figura de uma pessoa muito importante para o desenvolvimento desse processo em Suzano: o ex-vereador e prefeito FIRMINO JOSÉ DA COSTA. Outros tempos. Outra política. Firmino comandava a cidade quando eu estava aprendendo a ler e escrever. Era a Suzano das ruas de paralelepípedos, dos parques de diversão (aqueles que sempre traziam uma centopeia com um sorriso dentuço, e se instalavam no terreno perto da SAMED). Trabalho como jornalista há 14 anos e durante essa trajetória, entrevistei o ex-prefeito uma única vez.

Era dia 2 de abril de 2004, Suzano completava 55 anos e minha missão como jornalista naquele ano era cobrir o tradicional Desfile Cívico Militar. A pauta da rádio onde trabalhava recomendava uma matéria completa para o jornal principal da casa e entradas ao vivo durante o evento. Porém, uma dessas entradas na programação era especial: uma entrevista com Firmino José da Costa.

Firmino é ícone na política suzanense. Pelo menos na minha memória. É o político que governava a cidade quando eu era criança. É o administrador que protagonizou uma das matérias de TV mais surreais que já assisti: O DIA QUE SUZANO TEVE DOIS PREFEITOS. O nome dele sempre foi falado em casa. O ex-prefeito tinha um Fusca e muita gente dizia: “Ele não enriqueceu com a política”. Morava na mesma casa, ali em uma travessa da Rui Barbosa, e fazia as mesmas coisas de sempre.

Naquela manhã de 2 de abril de 2004, Firmino me esperava para uma entrevista ao vivo. A esposa abriu o portão e eu fiquei na sala esperando. Eu estava bem mais nervoso que ele, certeza. Na cozinha o rádio já estava sintonizado na emissora onde eu trabalhava. De barba feita trajando uma roupa social, em tons marrons, o ex-prefeito surgiu para falar de Suzano no microfone da rádio. Perfumado e elegante. A apresentadora me chamou: “Vamos falar ao vivo com Douglas Pires que está lá na casa do ex-prefeito Firmino”. E a entrevista rolou: uma espécie de bate papo a três. A voz meio fraca daquele senhor de fala pausada não foi obstáculo, e assim seguiu contanto histórias de uma outra época. Um político que gostava de Suzano. Talvez essa tenha sido uma das suas últimas entrevistas. Firmino morreu após cinco anos, em setembro de 2009, aos 89 anos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s